Home / Informações / Endividamento e sobreendividamento, quais as diferenças?

O sobreendividamento acontece quando uma pessoa, em situação devedora, está impossibilitada de proceder ao pagamento de uma ou mais dívidas, pois o montante total de créditos que contraiu é superior ao rendimento mensal que aufere. Esta situação tanto pode surgir de crise e défices orçamentais elevados, como a época actual em que nos encontramos como em épocas de elevado crescimento económico e taxas de desemprego baixas.

Este fenómeno causa instabilidade nas famílias não só a nível financeiro, mas também a nível emocional e social.

Contudo, estar endividado, não é o mesmo que estar sobreendividado. São dois conceitos distintos. O endividamento diz respeito ao saldo devedor de um agregado familiar. Uma pessoa sobreendividada encontra-se impossibilitada de pagar um ou mais do que um dos empréstimos que tem por cumprir, dado que o seu saldo devedor é superior ao valor do seu rendimento mensal. Normalmente, as pessoas sobreendividadas entram em situação de incumprimento. As instituições financeiras consideram que um cliente está em incumprimento a partir do momento em que este detém três ou mais prestações em atraso.

Numa situação de sobreendividamento, as famílias devem procurar apoio. A informação é essencial e há diversas medidas que as famílias podem tomar de forma independente. O recurso aos bancos e instituições financeiras para restruturação de créditos é outra das possibilidades. Por fim, em situações mais críticas devem recorrer ao Gabinete de Orientação ao Endividamento dos Consumidores ou à DECO.

 

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *